O outro lado da história

Moramos, estudamos e trabalhamos em Foz do Iguaçu, que juntamente com Ciudad del Este e Puerto Iguazu forma a tríplice fronteira, que é constantemente acusada de ser foco de terrorismo. Além de trazer consequências para a imagem da cidade essas acusações acabam por magoar e, claro, ofender a colônia árabe que aqui vive. São nossos amigos, vizinhos, conhecidos e colegas que estão sendo constrangidos.

Ontem, 29 de novembro, era dia de solidariedade com o Povo Palestino, por isso, nós convidamos alguns de nossos amigos para falar. E juntamos nossa voz a deles e nos solidarizamos com esse povo que nos é tão caro.

l1

Latifah Atari, estudante de moda de Foz do Iguaçu.

Mesmo eu não nascendo lá e não sendo criada lá, mesmo assim aquilo tudo é uma parte de mim.

O que para algumas pessoas é só um pedaço de terra abandonado, pra mim é minha pátria. E me destrói por dentro sempre que escuto as injustiças que fazem pro meu povo.

E o que mais me deixa triste é que o mundo fecha os olhos para a situação.

Na segunda guerra mundial quando aconteceu o holocausto com os judeus, isso virou história e todos ajudaram a melhorar para os lados deles. Mas agora todos fingem que o que se passa na Palestina é nada, só mais uma guerrinha no Oriente Médio, mas que é um holocausto a céu aberto, ignorado pelo mundo e contado de outro jeito pela mídia que insiste em tornar os palestinos como terroristas e agressivos.

Mas como somos agressivos? Se a única arma que temos são pedras e pedaços de tijolos que sobraram de construções destruídas pela guerra?  Isso contra armas modernas e tanques de guerra que invadem todos os dias as cidades pacifistas e tiram a vida de muitos palestinos, quem não têm o direito nem de se manifestar, pois correm o risco de serem mortos.

Se todos se conscientizarem e abrirem os olhos para a real situação na palestina, para a injustiça que se passa lá, é mais um ponto para a ONU propor uma solução e finalizar a guerra e a injustiça de vez.

b1

Besel Saleh Shoman, Foz do Iguaçu

É uma tristeza ver isso estar acontecendo principalmente na Faixa de Gaza, mas hoje pelo menos a mídia esta fazendo um bom trabalho e mostrando toda a realidade que o nosso povo esta passando por lá. O mundo hoje só esta visualizando agora pela globalização, mas há alguns anos atrás, isso tudo acontecia nas escuras, e ainda acusavam os palestinos de terroristas por estarem se defendendo.

Sobre Mirian Carla Barbosa

Uma mulher do seu tempo, com todas as prerrogativas. Formada em letras, especialista em literatura latino-americana, trabalha com criação de conteúdo. Feminista, apaixonada por gatos e cafés, tal qual Belli, cai de amores – feito puta triste – por causas justas, homens bonitos e palavras brincalhonas. Além disso, é toda in: insegura, indecisa, intempestiva, indecorosa e (pseudo) independente. Isso é ótimo, né? Melhor que ser out.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s