FELIZ DIA DOS N@MORADOS

Seria clichê falar sobre o dia dos namorados um dia antes dessa fatídica data, não é? Também acho. Por isso esse texto é sobre esse dia. Como vocês devem ter percebido, não sou praticante dessa arte chamada “amor” e não prego nada mais do que a liberdade amorosa veiculada com a lascividade dos desejos humanos. Então não esperem muito.

Também não sou o tipo de pessoa radical que classifica tal data como um “golpe comercial” para fazer a economia girar durante o mês de junho. Não. Realmente acredito que seja uma data para celebrarmos sentimentos bonitos, que nos fazem felizes ao compartilharmos com uma pessoa. Afinal, mesmo não crendo na sinceridade da maioria das relações amorosas, creio nas coisas boas que nos impulsionam a nos importarmos com os outros. Assim sendo, let’s begin…

08-juliano_neryTalvez haja algum verso em uma poesia qualquer a frase “morreria de amor…” seguida muito provavelmente de “morreria de amor, mas o amor morreu primeiro”. Por que digo isso? Porque acredito que o amor morreu nas frases não ditas ou nas postagens tão seletamente escolhidas. Morreu no dia de chuva não quisto, mas principalmente na foto instagranizada de um presente caro. Pra mim, o amor morreu, em muitos casos no fulano (a) atualizou seu status para “em um relacionamento sério”.

Triste morte, triste fim. Mas ninguém precisa ficar sabendo, certo? O importante é o “bomdianamorado(a)maislindo(a)doUnIvErSo” (prevejo muitos pensamentos sibilados pela palavra ‘recalque’. Gente que fique claro, só é recalque quando a pessoa que critica sente inveja, o que não é o meu caso). Só estou dizendo isso porque vejo muitos casais que frente a frente são incapazes de um te amo sincero, mas que declamam poesias e corações nas redes sociais. E mais terrível, digo isso porque vi uma propaganda intitulada “quem ama assume nas redes sociais” (obrigada lojas Marisas) e juro, quase tipo um ataque histérico ao constatar que chegamos a isso .

Estamos em um ponto em que FALAR COM O CAPSLOCK ATIVADO É SINAL DE GROSSERIA e que um ❤ no final da frase vale mais do que um abraço. Os sentimentos viraram panfletos na internet e feliz é aquele que consegue entregar o seu a mais “amigos”. Sinto que avançamos tecnologicamente e regredimos socialmente. Afinal, quem ainda opta pelo “bom dia bocejado” ao invés do “BOM DIA. O trabalho edifica o homem – Caio Coelho de Abreu.”?
E então chegam as datas especiais repletas de lindas mensagens e inúmeras montagens de fotos. E me pergunto, quantas dessas homenagens são ditas pessoalmente? Quantas palavras bonitas são proferidas durante um longo abraço de comemoração?

Acredito que às vezes as pessoas precisam ouvir algumas coisas doces para serem felizes. Coisas que não sejam partilhadas para todos “curtirem”. Palavras que apesar de não serem raras, pelo momento, se tornam a canção mais linda de todo o universo. Algo especial que só fique entre o casal, sabe?

relaçãoIsso não é o discurso de uma pessoa fria (em parte) e que inveja os casais felizes das redes sociais. Não mesmo. Pelo contrário, são palavras de alguém que se preocupa pelo fato do romantismo ter sido reduzido a curtidas e compartilhamentos. Me pergunto quando foi que roupas e sapatos ganharam o ar de amorosidade e entraram para o rol de presentes essenciais para quem você ama? Ou em qual parte do caminho os jantares a luz de vela, o cartão escrito à mão, o poema estudado e decorado, a carta perfeitamente alinhada, perderam o sentido e se tornaram arcaicos ao ponto de serem usados somente em livros?

Talvez eu esteja errada, o que é completamente compreensível, afinal, 90% da minha vida foi escrita sobre erros. Mas se fosse eu a amar alguém, restringiria essa data a um quarto de hotel, velas aromáticas, sorrisos e abraços. Se fosse eu em estado de “namorada” escreveria nossa história em papel de carta, faria um livro com nossas melhores fotos, camisetas que combinem. Só digo que se fosse eu a menina apaixonada, não esperaria o cavalheirismo de meu companheiro despertar, mas armaria longe de qualquer meio de divulgação, um jantar a luz de velas, flores e perfumes doces. Deixaria bem claro que amo mesmo sem ninguém estar “curtindo”

Mas como não sou, desejo a todos os casais um Feliz Dia dos Namorados, repleto de lindas provas de amor parceladas dez vezes no cartão 🙂

Sobre Bruna Paz

Sou uma entre as bilhões de estrelas que traçam trajetórias nesse universo nebuloso chamado humanidade. Como tal, possuo momentos de brilhantismo enorme e apagões gerais. Aproveito-me desse meio tempo para tentar marcar nos livros de história o meu nome cadente. Fora isso sou estrela guia da desilusão, moralidade mal feita e sentimentos sem vasões.

2 pensamentos sobre “FELIZ DIA DOS N@MORADOS

  1. Adorei seu texto, principalmente essa parte: “Desejo a todos os casais um Feliz Dia dos Namorados, repleto de lindas provas de amor parceladas dez vezes no cartão”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s