O tal do TCC e o Questionário: Um pedido de ajuda

tcc

                 P-R-I-O-R-I-D-A-D-E-S! É esse o motivo que nos faz ficar longe do que gostamos. No meu caso foi a escrita. Afinal, “eu cresci e agora sou mulher, tenho que encarar com muita fé” LIMA, Sandy.  Brincadeiras a parte acho que a maioria das pessoas um dia teve que escolher entre fazer algo que curtia e uma responsabilidade. E acredito que uma boa parte de quem lê esse blog já passou ou vai passar pelo tão temido Trabalho de Conclusão de Curso. E essa é a minha vez de noites mal dormidas, comer até passar mal na frente do computador, olhar pro nada com lágrimas nos olhos e arrancar todos os cabelos possíveis da cabeça.

Confesso que quando escolhi o tema fui direto para algo que eu gosto e que pensei que ajudaria a não ter que abrir mão de nada, mas erro meu. Afinal com a correria pra achar os livros certos, escrever a tese, fazer pesquisas, trabalhar (no começo do TCC eu era uma pessoa trabalhadora), monitorias e descobrir que estava grávida e por isso passava mais tempo não comendo, com tontura e tudo mais acabei tendo que me afastar do Desaventuras. Mas ele continuou diariamente na minha vida através da monografia, sim mafagaf@s o caso que analiso no meu TCC de jornalismo é o blog Desaventuras Femininas.

A ideia inicial era simples, analisar como o leitor vê o blog e o feedback que recebemos através dos comentários, mas analisando tudo percebi que a maior concentração de postagens e desse retorno que vocês nos dão é pelas redes sociais, mas precisamente pelo Facebook, o foco foi mudado e agora analiso como as mídias sociais interferem na  interação com o leitor. E é por este motivo que venho humildemente pedir a ajuda de vocês para a pesquisa/questionário. É simples, rápido, a maior parte das perguntas é de x e juro que não dói nada. Então se você tem bom coração e quiser ajudar é só entrar neste link http://migre.me/eYMSG e responde-lo. Caso você tenha uma alma ainda mais bondosa e souber de algum amigo que lê/conhece o blog e quiser contribuir agradecerei também E prometo ajudar quando for sua vez de passar por tudo isso, e se você já passou por isso, olha te entendo como ninguém. O trabalho não é tão complicado, mas é chato e cansativo, mas no final ter o diploma na mão (mesmo em uma área que o diploma não é necessário) vale a pena.

Mais uma coisinha antes de voltar a programação normal por aqui: O questionário vai ser feito até o dia 15 apenas, já que dia 20 de junho tenho que protocolar ele na faculdade.
Obrigada mesmo por colaborar e continuar nos acompanhando nesse tempo de posts reduzidos. Prometo que vou me dedicar mais aos textos e ao blog quando isso terminar, quem sabe até faço algum sobre como está sendo esse período de pré-mãe né?! Enquanto isso vou voltar a ser um zumbi…

 

 

dois

Sobre Roberta Rodrigues

Mãe da Serena, mas também sou jornalista. Meio viciada em Instagram e Snapchat. Artista internacional em turnê pelo quarto, cozinha, banheiro e carro. Adora dançar e não resiste a chocolate, brigadeiro e petit gateau. Como toda mulher, curte moda, mas também futebol e poker. Louca com atestado, leonina com ascendente em peixes, pura contradição e filha do caos interno. Joga fora os sentimentos que não cabem na mente inquieta e no coração falante através das palavras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s