Desaventuras capilares

Escureceu e agora quer clarear as madeixas? Pintou e não gostou do resultado? Calma, ainda há solução!

Depois de anos brincando de me reinventar através do meu cabelo (mais precisamente sete anos) decidi que já era hora de tentar algo totalmente fora do meu premeditado. Então pensei: Qual seria a cor que eu nunca na vida usaria? E a resposta foi loiro. Embora eu considere essa uma das cores mais lindas que existem, sempre pensei ser impossível uma “neguinha” como eu ter as madeixas claras. Pois bem, resolvi tentar!

O porém de toda a história apareceu a partir daí, pois como já devem ter percebido eu simplesmente odeio a palavra “descoloração” e, por já ter tido meus fios escuros (na cor preto 4.0) precisava de algo que removesse essa tintura que ainda se encontrava presente, além do castanho e do roxo nas pontas. Foi aí que decidi voltar com a minha cor natural loiro mate escuro. Então, a pergunta foi outra: Como? Como remover toda essa tinta?

Revirando a internet encontrei uma alternativa à descoloração, o que no começo me deixou em dúvida, mas após ter testado me fez querer ter sempre aqueles “milagrosos” frascos. Estou falando de um produto chamado DekapColor da Yamá que já se tornou o “queridinho” das camaleoas.

Sua função é remover toda a pigmentação artificial dos cabelos sem danificá-los como o processo de descoloração, pois não possui amônia em seu conteúdo. E sim, funciona mesmo!

Fiz a compra do DekapColor pela internet porque não encontrei o mesmo para venda na cidade e o custo foi de R$29,90 + frete. Deixei agir por 30 minutos e refiz a aplicação. Apesar da descrição na embalagem ser clara (apenas remove pigmentações artificiais) o resultado foi um tom cobre bem mais claro que o natural, o que me ajudou muito para chegar perto da tonalidade que quero.

Ainda não cheguei à tonalidade desejada, mas vou continuar o processo sempre com muita cautela e dando espaços de tempo para a juba não se revoltar, fazendo sempre uma hidratação.

Observações:

Recomendo que todo o processo seja feito com um profissional, porém muitos não conhecem o poder do DekapColor. Então compre e leve o seu até o salão. O DekapColor pode ser usado quantas vezes quiser, mas depois de retirada toda a tinta, o produto não surte mais efeito.

Cabelos coloridos, como assim?

A façanha dos cabelos coloridos fez e continua fazendo sucesso entre artistas e mulheres de muita atitude, nas cores mais diversas como: roxo, rosa, azul, verde, amarelo e vermelho. Porém, para ter os cabelos na cor exata que se espera e mantê-los não é tão fácil como muitos pensam. Se há algum tempo atrás as mais vaidosas juravam que nunca fariam isso, hoje o estilo virou ”tendência” para elas. A prova está nos looks das blogueiras que estão espalhadas pela rede. Os cabelos coloridos não são mais sinônimo de rebeldia, mas sim de personalidade e independência.

Uma das celebridades que aderiu é a Katy Perry. A mesma já teve cabelos de variadas cores, sendo elas lisas ou mistas, enfeitando e moldurando a faceta da popstar. Logo, observamos que a influência das ”it girls” veio de cantoras como ela e não de roqueiras ou garotas independentes, por exemplo. Isso demonstra que o preconceito está diminuindo e está valendo qualquer estilo de cabelo no couro cabeludo das mulheres modernas.

Muitos acreditam que o cabelo é algo sem importância e que cresce logo, mas para isso acontecer ele necessita de alguns componentes relevantes para estruturar a fibra capilar e deixá-los do jeito que gostamos ou apenas aguentar as sessões de tortura praticadas por algumas de nós diariamente.

Como eu adoro desafios e já passei por uma decepção capilar resolvi me dispor a testar essa técnica de coloração fora do comum. Investi na cor roxa e o resultado apareceu após algumas tentativas frustradas. Meu cabelo antes do processo estava na tonalidade castanho natural o que possibilitou aos fios não sofrerem tanto. E não adianta chorar e muito menos se descabelar se o seu cabelo não for claro até o tom loiro amarelado, o único jeito para garantir a fidelidade da cor vai ser a descoloração. Para comprovar, utilizei ambas as formas (sem/com descoloração) e especificarei abaixo cada um delas:

Sem descoloração: pesquisei na internet se havia alguma chance de mudar a coloração sem o método e “acreditei” ter encontrado. Após ter comprado todos os produtos, dei início a obra e o resultado foi esse:

Para chegar a isso misturei a coloração da Beauty Color 4.20 – Violeta Intenso com algumas gotinhas de Violeta Genciana. Apliquei e deixei agir por 45 minutos como de costume, mas acredito não ter chegado à cor certa por dois motivos: a falta do processo de descoloração e as gotinhas a mais que acrescentei na tintura pronta. Exposto ao sol, o reflexo roxo gritava desde a raiz às pontas. Apesar dos reflexos terem ficado bem mais visíveis depois dos dois primeiros dias, achei lindo, porém ainda não era a cor exata.

Com descoloração: resolvi descolorir apenas as pontas, pois gostei mesmo do resultado anterior. E como eu havia dito, há cerca de 2 anos passei por algo traumatizante em um salão de confiança envolvendo descoloração, onde minha ex-cabelereira deixou o produto agindo por quase 1h e meia, o que queimou e quebrou completamente meus fios. Por esse motivo tive medo e decidi fazer tudo em casa. Não ficou 100%, mas ainda permaneci com os fios intactos:

Tentei fazer as pontas californianas, só que o meu cabelo é curto e acabei inventando um jeito novo de fazê-las. O descolorante usado foi o da marca Yamá – pó azul com água oxigenada 40 volumes, permanecendo no cabelo por 30 minutos. Para não correr o risco de ressecar ainda mais as pontas fiz uma pausa entre os procedimentos e, enquanto aguardava a chegada da tintura roxa, segui hidratando as madeixas. A tintura escolhida foi a Exotic Criativ na cor Roxo Flúor:

Após passar a tintura, deixei agir por 40 minutos, lavei duas vezes com o shampoo e condicionei. E voilá, prontinho!

Considerações finais: Apesar da moda dos cabeloscoloridos estar super em alta, aconselho a quem for fazê-los ter certeza de que quer mesmo isso, pois se trata de um procedimento caro comparado aos demais, lesiona bastante os fios, o aspecto “espigado” se torna muito mais visível e a tinta colorida não dura tanto quanto se espera.

Sobre a Exotic Criativ, vi muitos comentários sobre ela e pareceu ser a melhor marca a ser utilizada, pois além de não perder a cor tão facilmente ainda hidrata os fios danificados e dá brilho. Gostei muito do resultado, recomendo os produtos e um bom profissional (de preferência)! Não façam isso em casa.