Mulheres têm opção sim de querer ou não transar

Atualmente existem alguns mitos relacionados ao sexo e a preferência das mulheres. Alguns homens desavisados ainda pensam que elas aceitam toda e qualquer forma do ato, mas não é assim. Hoje as mulheres têm preferências, fazem sexo oral se quiserem e até comandam as posições. E tem mais um detalhe, se elas quiserem, podem ter mais de um parceiro sexual, aliás se não há comprometimento, ninguém tem nada haver com a vida de ninguém não é mesmo?

Como nos meus outros textos escrevi sobre machismo, hoje, digamos, seja mais um texto da saga contra o machismo. Alguns homens ainda não aceitam que as mulheres tenham vida sexual ativa. Para eles as mulheres que saem a noite, encontram alguém e vão direto pro “vamos ver”, são tachadas como putas, biscates, piriguetes e por aí vai.

Também acontece dos homens “pegarem” as tais mulheres, terem o melhor sexo da vida deles e dizerem pra meio mundo o que ela fez ou deixou de fazer. É engraçado, porque se ela for a mulher independente (estilo Samantha do Sex and The City), que simplesmente não quer passar a noite agarradinha com ele, no outro dia ele irá dizer poucas e boas sobre ela, tudo porque ela não precisa de homem para que a noite dela esteja completa, ela pode muito bem dormir sozinha.

A eterna Samantha, o exemplo de independência feminina

A eterna Samantha, o exemplo de independência feminina

Em muitos filmes e até em séries, alguns dos primeiros encontros mostra o homem empurrando a cabeça dela pra fazer o tal do boquete. Sério isso é muito desagradável. Quer dizer que se as mulheres estão lá no maior amasso, a noite só irá valer a pena se rolar um oral no cara. Já para o cara querer fazer um oral nela, leva no mínimo muitas semanas para acontecer. Ah, e não vamos esquecer daqueles que nem chegam perto por não gostarem. Só que ninguém pergunta se as mulheres gostam de fazê-lo certo?

Por receio de perder o homem, têm mulheres que se perguntam a todo momento se está fazendo tudo direitinho, como se fosse obrigação satisfazer o homem. Então mulherada segue uma dica, não é necessário fazer nada que não queira. Já ouviram falar naquela frase “Se ele ficar bravo porque você não quis dar pra ele, é porque ele não te merece”, acreditem, isso é muito real. Sexo é bom, façam sem ter peso na consciência e sem se apegar aquele cara. Nem se preocupem se ele não ligar no dia seguinte. Se rolou uma sintonia, com certeza ele irá procurar.

Para as mulheres que buscam um relacionamento, não será aquele cara idiota que empurrou a sua cabeça que irá conquistar essa vaga. Os relacionamentos nascem da amizade, da sintonia de ideias, do sexo (claro), mas muito mais que isso, do companheirismo. Todos procuram conforto num relacionamento, jamais dores de cabeça ou obrigações. Imaginem passar o resto da vida com uma pessoa egoísta que não dá a mínima para o que você quer.

Então se depois disso, você homem que está lendo, pensar “nossa essa guria não sabe o que fala”. Acreditem, podem falar mal de nós mulheres, mas não esqueçam que se não for bom, nós nem faremos questão de atender às suas ligações.

Morar sozinha…

(…) entre as verdades do universo e a prestação que vai vencer.

O enredo é clássico: menina chega do interior para uma cidade nova, passa por várias barras até que por fim consegue um emprego bacana e descobre que o vizinho é um gato e, claro, começam a sair.

Foi assim que eu imaginei que seria morar sozinha. Desculpem-me, não é.

Tudo bem o vizinho pode ser um gato e o emprego bacana, mas quando passa a novidade tudo o que você quer é voltar para o colinho da mamãe. Por quê? Podemos até gostar da independência, de poder ir e vir sem dar explicações, mas é um pouco desesperador ficar sozinho. Sentir que é você o responsável pela sua vida.

E você vai chorar no chuveiro e se sentir estranha no mercado ao comprar duas maças, três bananas e dois miojos. Não compre mais do que isso, você não comerá, anote aí: comida estragada deixa um cheiro horrível na geladeira. E limpá-la é o segundo pior serviço de casa, o primeiro é o banheiro.

Não vai dar para fazer aquele curso super bacana de francês ou culinária, tá? O aluguel precisa ser pago, Ok? Cuidar do corpo, mudar a dieta? Que tal uma caminhada na praça, é de graça? Então tá liberado.

Por fim, sabe todos aqueles livros que você iria ler quando morasse sozinha? Então, eles criarão poeira porque você estará ocupada tentando descobrir onde economizar para poder pagar todas as contas e ficar rhyca. Sai Sartre e entra Eike Batista.

Todas as festas, de arromba, que você planejou? Serão proibidas pela vizinha chata. Essa é uma verdade absoluta, sempre há uma vizinha chata.

Em resumo, viver sozinha é barra. Mas é uma delícia. Anote aí as coisas que você pode fazer, já que a casa é sua:

– Andar completamente nua
– Ficar o dia inteiro de pijama… ou nua
– Comer brigadeiro no almoço
– Ter o livre arbítrio de escolher os piores programas na televisão

E, a melhor parte, dublar as cantoras e encarnar as atrizes preferidas. Com direito aos discursos do Oscar e do Grammy no chuveiro ou na frente do espelho com uma voz incrívelmente desafinada!