Nostalgias de ex-namorados

Ex-namorados são como restaurantes. Você tem uma primeira impressão, seja por uma olhada ou por indicação. Você entra, observa o menu e usufrui de todos os serviços, até ficar bem satisfeita. Depois você analisa o ambiente, a comida, os funcionários e a condição do banheiro. Quando não se tem mais nada a fazer ali, você vai embora revelando a real situação do local, seja para o bem quanto para o mal.

Todos já tiveram ex-namorados que deixaram marcas, boas ou ruins. Para chegar a essa conclusão, foi preciso experimentar e o começo é sempre bom, até conhecer alguns defeitos que talvez deixassem a desejar.

images1

Mas porque quando lembramos dos ex pensamos no início? Fixamos aquele momento na mente como se só houvesse aquilo durante o tempo que ficaram juntos. Seria melhor lembrar dos momentos fracassados e os motivos que levaram à falência, do que o início maravilhoso.

images2

Por incrível que pareça, o começo dos relacionamentos deixam marcas que perduram por toda a vida. As músicas, os lugares, até mesmo roupas são representações daqueles momentos. Haja o que houver, são esses fatos que serão lembrados quando aquele momento é experimentado novamente.

As pessoas, depois de um breve período de tempo, relembram as coisas boas vividas, como uma espécie de catarse para os momentos ruins, porém, isso causa um certo conflito de sentimentos. Aquele relacionamento terminou por que alguma coisa deu errado, mas as pessoas lembram quando aquele período foi bom e sentem saudade daquele relacionamento, apenas lembrando dos bons momentos.

images

Isso não quer dizer que você ainda goste do ex, mas com certeza aquele início marcou uma nova fase em sua vida. Por mais que você não queira, ele esteve lá, fazendo parte dessa fase. A questão disso tudo é que apesar dos pesares, o passado bom que os ex-namorados deixaram ficarão registrados. Mas só como uma fase boa, como uma experiência para os próximos relacionamentos ou fazer da maneira certa desta vez ou errar novamente.

Qual é?

Bela mensagem Ensine os homens a respeitar. Não as mulheres a temer

O que anda acontecendo com os homens desse mundo? Será que falar mentiras quando conhece alguém é a forma para tentar “pegar”? Não somos um objeto, somos seres humanos como eles e temos sentimentos. Na primeira noite o cara não deve forçar a menina a dar um beijo sequer, ou falar que é o porto seguro dela sem ela saber e que os dois terão uma noite incrível de sexo se ela nem está disposta a um beijo. Onde foi parar o cavalheirismo?

Enquanto uns inventam mentiras outros acham um absurdo quando a menina tem o domínio do próprio corpo e quer ter uma relação não séria, apenas para manter algo saudável e tranquilo, sem pressões, sem obrigações. Daquelas em que você chama a pessoa pra ver um filme e se depois surgir à vontade de algo mais ok, mas se não o que valeu foi apenas a companhia da pessoa.

Ou será que aquele cara que fala que está com outra mulher, mas que sente tesão por outra e quer de toda forma “comer” a menina porque os hormônios estão a flor da pele é tão incompreensível com os sentimentos de quem está com ele? Fica tendo casinhos pela internet enquanto a sua menina acredita que ele é o tipo de cara certo, cavalheiro, romântico. Pra que tanta hipocrisia?

É claro que a mulher que se dispõe a esse tipo de situação tem total liberdade de fazer isso e decidir por si se aceita essas propostas ou não. Mas o que me indigna é a cara de pau de querer se fazer de santo e de julgar as mulheres por seus atos se eles fazem o contrário daquilo que pregam.

482574_509732439083987_1753622551_n

Marcha De La Mujer Latino Americana, Foz do Iguaçu, 08/03/2013

No dia 08 de março deste ano participei da Marcha De La Mujer Latino Americana aqui em Foz. E a sensação de estar na rua gritando que somos mulheres e não mercadoria, que merecemos respeito independente da roupa que queremos usar, foi libertador. Eu como mulher acho que devo tratar o próximo com respeito e espero o mesmo. E é exatamente por isso que todas espécimes e brotos que foram estavam na rua gritando e protestando. Pela igualdade em todos os sentidos, pela falta de respeito que a sociedade tem com o “sexo frágil”. Só que foram as nossas ancestrais que foram queimadas em uma indústria por querer seus direitos, foram elas que queimaram o sutiã e lutaram pelo anticoncepcional e o direito de fazer o que bem entender. São essas pessoas ditas como frágeis, chatas e sensíveis que conseguem andar num salto alto o dia todo, trabalhar, fazer depilação, aguentar a cólica todo mês, cuidar dos filhos e mais um milhão de coisas ao mesmo tempo.

417744_509735345750363_652335762_n

Marcha de La Mujer Latino Americana, Passando pela Avenida Brasil em Foz do Iguaçu

Na real os homens é que são frágeis perto de nós e o pior ainda é que com essa revolução feminina, nós conseguimos progredir, enquanto vocês queridos homens, só regrediram! E o pior de tudo é que a sociedade é tão hipócrita que se diz anti a ação machista, mas vejam só as três histórias que contei no começo deste texto. Um cara disse mentiras e no final tentou agarrar a menina a força, o outro falou que era conservador de mais pra outra menina e o último queria que a menina fosse o caso de sexo dele enquanto a atual rolo/ficante/namorada dele não transa com ele.

Só uma coisa pra finalizar: “A nossa luta é todos os dias, somos mulheres e não mercadorias!”

601542_509735019083729_475754004_n

Cartaz representando um dos versos cantados durante a marcha

No Sofá com as Mafagafas: Jéssica Mendes

Jéssica Mendes é uma jovem dentista de 24 anos de idade, mora no Rio de Janeiro e torce para o Botafogo. Ela adora gatos,      jessica mendes academia e caipicuervos (caipirinha de tequila), sendo que os desaventurados aqui do blog  receberam inclusive a receita do drink. Como a maioria dos cariocas, ela adora praia. Para quem não a conhece, lhes apresento: ela é a criadora de uma fanpage do Facebook que passou dos 110 mil likes. Já sabem quem é? Não? Mafagafos de plantão, eis que ela é uma das responsáveis pela página Desiludindo S/A, que provavelmente você já visitou, e inclusive já deve ter compartilhado algum conteúdo.

Para Jéssica Mendes, sua biografia poderia ser resumida como: “Melhor atriz no papel de Idiota no filme “Não é Isso que Você está Pensando” (2004), Vencedora do Chifre de Ouro Awards de 2006, Atriz Revelação em “Superando a Fossa” (drama de 2010), Coadjuvante no curta “Amiga, Ele não Presta” (2011), Estreante na Aventura: “Quatro amigas e um Big Apple viajante” (mini-série, 2012) e Indicada nas categorias: Neurótica, Ciumenta, Maluca, Mal Amada, Trouxa e Amor-da-Minha-Vida”.

Deu pra perceber que o currículo da moça é bem forte né? Isso com certeza foi um dos fatores que fez com que Jéssica fosse a escolhida para estrear como Entrevistada.  Então vamos ao que interessa, saber o que a desiludida tem para dizer:

 

Desaventuras Femininas: Como surgiu a ideia de fazer a página?

Jéssica Mendes: Eu sempre tive blog, no orkut tinha comunidade e tal, postava as coisas no meu perfil pessoal… Aí um dia me mandaram uma indireta tão grande de que “facebook não é blog” que criei a página. Agora tá aí… 110 mil likes. Esse ano coloquei a Dani (Daniela Lusa) pra me ajudar, porque entro em crise e abandono tudo. Já deletei a página umas 3 vezes.

Desaventuras Femininas: E teve coragem de apagá-la, mesmo com tantos seguidores?

 Jéssica Mendes: Sim!  E todo mundo pergunta isso.desiludindo sa

Desaventuras Femininas: De onde vem as ideias para o post?

 Jéssica Mendes: Recebo muitas histórias por inbox, também sou psicóloga das minhas amigas e sempre tem um pouco de experiência pessoal né?

Desaventuras Femininas: Das histórias que você recebe, teve alguma que mais te impressionou?

 Jéssica Mendes: Infelizmente as minhas são sempre piores… brincadeira. Olha, teve sim, mas não lembro detalhes de cabeça, lembro que fiquei chocada. Essas assim eu costumo responder. Porque não dá pra passar o dia ali né? Eu recebo muita reclamação parecida, é aí que crio o post público, com uma desiludida em anônimo e todo mundo vê ali.

Desaventuras Femininas: Se lembra de alguma que achou engraçada?

 Jéssica Mendes: Tragicômicas… hahaha. Teve uma menina que veio me perguntar o que fazer quando o cara estraga todas as músicas que ela gosta. Mandei ela pegar o DJ hahaha e dar um novo sentido pra essas músicas.

desiludindo sa 3

Desaventuras Femininas: Foi uma boa ideia… Mas, o que os homens acham das suas publicações? Tem muitos seguidores do sexo masculino?

 Jéssica Mendes: Tem muito homem e muito gay! Alguns concordam e riem junto, outros se revoltam, xingam… Os gays eu realmente não entendo, mas são sempre bem vindos!

Desaventuras Femininas: Acho que os gays se identificam com as postagens…

 Jéssica Mendes: Sim.

Desaventuras Femininas: Quando criou o Desiludindo S/A pela primeira vez, imaginou que chegaria a 110 mil likes?

 Jéssica Mendes: De forma alguma! Lembro que comemorei muito quando cheguei a 200! Hahaha. Quando passou de 42 mil também fiquei muito feliz, pois sou Botafoguense e esse número de pessoas é o suficiente para lotar o Engenhão, estádio do Botafogo!

Desaventuras Femininas: Além da página, quais são as suas outras atividades?

 Jéssica Mendes: Sou dentista, faço pós em prótese e esse ano pretendo começar a de implantodontia. Trabalho em uma clínica, mas estou procurando a segunda.

Desaventuras Femininas: As pessoas sabem que você é a criadora da página?

 Jéssica Mendes: Sabem, alguns até me chamam pelo nome. Meus amigos também sabem. Quando deleto a página, alguns curtidores me mandam inbox reclamando, acho engraçado. A página não é mais minha, é patrimônio do facebook. Eu participava do Cafajestando também, mas saí, chegou uma hora que não conseguia contribuir com mais nada… Eu e Dani temos uma coluna em uma revista digital. (http://www.feedbackmag.com.br/secoes/colunas/desiludindo-sa/)


Desaventuras Femininas:
Se pudesse eleger as cinco mulheres que admira, quem seriam?

Jéssica Mendes: Deixa-me pensar… Angelina Jolie pelo engajamento. Dani Calabresa pelo humor. Sabrina Sato pela beleza. Tati Bernardi pela inspiração. E Simone de Beauvoir pela inteligência.

Desaventuras Femininas: E as cinco músicas que estão na sua playlist?

 Jéssica Mendes: Boy – Little Numbers, Bruno Mars – Locket Out of Heaven, Rihanna – Diamonds, Maxxi Soundsystem – Regrets We Have No Use For e NTFO Karmon – Nobody Else

No final da entrevista, deixei o nosso espaço reservado para convidados à disposição da Jéssica e também da Daniela, afinal mafagafas desiludidas, ou não, devem manter a união!

E para aqueles que ficaram curiosos, segundo a Jéssica, a receita de caipicuervo é só colocar José Cuervo Silver, no lugar do açúcar comum, colocar o dobro de açúcar mascavo, morangos e está pronta! “leve e uma delícia!”. Prometi pra ela que vou provar e fazer um post contando sobre a experiência, com fotos e tudo.

desiludindo sa 4